Buscar
  • Franciele Maftum

Cinco indicativos que você está em uma relação tóxica

Você sabia que as relações tóxicas podem estar relacionadas à sua saúde emocional e às doenças emocionais? Estar em um ambiente tóxico (trabalho, família, instituições que fazemos parte) pode causar grandes dificuldades de regular as emoções. Além disso, as pessoas que tenham dificuldades emocionais podem se tornar tóxicas ou tenham predisposição para continuar em relacionamentos tóxicos–muitas vezes, sem nem se dar conta de que o que elae stá vivendo não é bom para ela.


Mas, o que é um relacionamento tóxico?


É uma relação onde uma das partes se sente tolhida, diminuída ou inferiorizada em relação à outra. Em uma relação tóxica, existe um desrespeito em relação à existência, à maneira de ser, à maneira de pensar, à maneira de agir ou qualquer coisa em relação à outra pessoa. Existe uma relação de superioridade de uma pessoa em relação à outra. A relação tóxica sempre irá fazer mal e, por isso, que chamamos de“tóxica”.


É muito comum que as pessoas que vivem nesse ambiente tóxico não tenha consciência de que o relacionamento está lhe causando mal, pois acredita estar vivendo uma situação normal, mesmo que tenha a sensação de não ser quem realmente gostaria de ser ou ter a sensação de se sentir aprisionada.


As relações tóxicas podem existir dentro das organizações (aliás, é muito comum a cultura de relacionamentos tóxicos em ambientes de trabalho), por exemplo: os subordinados serem tratados com punição moral ou colegas de trabalho convivam com gritos ou comentários irônicos. Elas existem dentro de casa (inclusive nas relações paternais), também baseadas nas punições, por exemplo: situações em que os pais diminuem os filhos ou vice e versa. Existem relações tóxicas em relações amorosas, que é um dos casos que, geralmente, leva à violência física. E existem, também, relações tóxicas em instituições de ensino, instituições religiosas, entre outros.


Falar sobre relacionamento tóxico é muito importante, pois quando criar a consciência e entendemos até ponto a relação é saudável, torna-se mais fácil sair da relação e, também,diminui a chance de nos tornarmos uma pessoa tóxica.


Neste texto vou apresentar cinco sinais que você precisa estar atento sobre relacionamentos tóxicos. Se você tiver mais do que dois ou três desses sinais, você precisa parar e analisar senão está vivendo em uma relação tóxica.


Atenção: Além dessas cinco, existem muito mais características que podem ser consideradas como tóxicas.


1. EM UM RELACIONAMENTO TÓXICO VOCÊ SEMPRE TEM MEDO DE DIZER O QUE PENSA.


Nesse caso, o medo não está relacionado ao medo de errar, mas, sim, ao medo da reação da outra pessoa. Medo da punição, medo de agressividade, medo de uma repreensão física ou moral. As relações tóxicas são aquelas em que existe uma alta frequência de situações nas quais você não pode dizer o que pensa, pois o outro irá te diminuir de alguma maneira. Por exemplo: você tem um chefe que não te dá espaço para dizer nada, pois ele grita ou explode. Na sua casa, você não pode dar a sua opinião, pois você não estudou para estar falando sobre determinado assunto.


2. VOCÊ TEM MEDO DE SUGERIR NOVAS IDEIAS.


Por exemplo: apesar de estar na sua própria casa, você tem medo de sugerir para trocar a mesa para outro lugar, tem medo de sugerir um novo restaurante para almoçar ou tem medo de sugerir que a outra pessoa se desenvolva. Todos esses medos relacionados ao receio de qual será a reação da outra pessoa é ruim para você.


Atenção: dar uma ideia, e a outra pessoa não concordar não é uma relação tóxica. Você ter medo de dar ideias por ter medo de fracassar, também, não é uma relação tóxica. Só se caracteriza como relação tóxica aquelas situações em que a pessoa tem medo de se expor, pelo medo de como o outro irá reagir (se ele irá te diminuir; se irá te faz mal; se irá te causar constrangimento, etc.).


3. VOCÊ ESTÁ SEMPRE NO LIMITE EMOCIONAL COM DETERMINADA PESSOA; COM A SUA EQUIPE OU EM DETERMINADO LOCAL.


Você tem a sensação de estar sempre no limite, sempre ansioso. São aquelas situações em que você sempre tem que avaliar o que vai dizer; aquelas situações que lhe dá taquicardia, por exemplo. Esses são alguns sinais de uma situação tóxica.


Atenção: Para ser considerada uma relação tóxica, você precisa sentir receio de falar ou fazer algo pelo que o outro possa te devolver como resposta. Por exemplo: quando você vai para uma reunião e sente nervosismo por ter que falarem público (você tem esse bloqueio), portanto não se trata de uma situação tóxica. Porém, se você se sente nervoso e com medo de falar algo errado, pois os seus colegas irão o ridicularizar por isso, trata-se de uma relação tóxica.


4. VOCÊ SENTE QUE VOCÊ NÃO É SUFICIENTE QUANDO ESTÁ COM ESSAS PESSOAS OU EM DETERMINADOS LOCAIS.

Sempre tem no ar uma verbalização de que você não é suficiente, de que você faz tudo errado ou de que você não sabe o suficiente. Você tem a sensação de estar sempre devendo algo para a outra pessoa.


Atenção: para ser tóxica, essa sensação de não ser suficientetem que vir da relação, não pode ser algo que é seu. Por exemplo, você se sentir mal em vestir determinada roupa por estar acima do peso, é uma questão sua. Agora, se você se sentir mal, porque o seu marido está dizendo que você está acima do peso e que não deve usar determinada roupa, essa é uma questão considerada tóxica.


5. O SEU JEITO E AQUILO QUE VOCÊ SENTE NUNCA É RESPEITADO.


Nesse caso, você sente que o seu jeito de ser é sempre oprimido por palavras e por gestos. Por exemplo, você fala que não gosta que te tratem de determinada maneira e, mesmo assim, continuam te tratando dessa maneira. Essas cinco características não podem ser avaliadas de maneira isolada, pois, em uma relação tóxica, nós temos que nos sentir oprimidos de alguma maneira (pela relação e não por nós).


Lembre-se, também, que, às vezes, nós temos uma relação de amor e afeto dentro de casa e, mesmo assim, algumas coisas são tóxicas como, por exemplo: não permitem que você sinta raiva ou tristeza.


Quando você acredita que está vivendo em uma relação tóxica, você deve conversar sobre o assunto, pois as pessoas podem não saber que estão agindo assim. Mostre para a pessoa que você deseja poder sentir raiva e peça para que ela não a reprima mais sobre isso. Isso é importante, visto que quando você verbaliza para a outra pessoa o que está te incomodando, você está dando a ela o limite da toxidade.


Você tem o direito de sentir. Você pode fazer as suas próprias escolhas de vida (desde que isso não faça mal fisicamentee moralmente às outras pessoas). Você tem o direito de ter ideias e tem todo o direito de dizer o que pensa (mesmo que você esteja errado). Todo mundo erra e a vida deveria ser um diálogo.


Quando você conversa e expõem quais são os seus limites para determinadas relações que você considera que podem estar sendo tóxicas para a sua vida e a outra parte não aceita ou não tenta modificar, você vai ter que pensar em sair dessa relação, dessa instituição, desse lugar, pois, se não, isso te consumirá.


Se você já está se sentindo com sintomas de depressão, ansiedade ou pânico,em decorrência dessas relações, você também deve colocar limites e repensar se não é o momento de procurar um lugar que seja mais saudável, que te tratem de uma maneira normal.


É importante ressaltar que o normal não é toxico, apesar de o tóxico ser mais frequente que o normal. Nós merecemos tratar os outros com respeito, nós precisamos respeitar os sentimentos e as escolhas dos outros e nós temos o direito que façam o mesmo com a gente.


Para finalizar, vou deixar uma grande atenção: relacionamentos tóxicos existem em todas as idades (crianças, adolescentes, adultos e idosos). Todos nós, em qualquer idade, temos os mesmos direitos de sentir, de falar e de ser, sem criar toxidade nas relações.


Franciele Maftum

#éhoradecuraromundo


Clique aqui para acessar esse conteúdo youtube: <https://youtu.be/e2jNw9kidqE>


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo